Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Caraguatatuba, São Paulo, Brazil
Deixar registrado aqui essa fase da minha vida. Difícil, talvez a pior, mas como tal já passou. Conheço meu inimigo, portanto nunca subestimo o Câncer. Esse mal é traiçoeiro, e como!!! Não valorizo a sua passagem muito menos o seu fantasma. Não deixo de viver um dia sequer, grata a Deus que me concebe, feliz por ser a mulher forte que sou. Ando com Fé, e bola pra frente. A vida não para e eu também não.

Translate

Total de visualizações de página

9 de abril de 2012

THE SCAR PROJECT

Para quem não assistiu no canal GNT vale a pena conferir no site
Referente o Projeto Scar, é uma série de relatos de sobreviventes de Cancer de Mama Jovens, entre 18 a 35 anos.

Renomado fotógrafo de moda registra as cicatrizes

Por Renata Demôro

Anualmente, 10 mil americanas com menos de 40 anos recebem diagnóstico de câncer de mama. Com este dado na mente, o renomado fotógrafo de moda David Jay teve uma surpresa, ao descobrir que a irmã gêmea de uma antiga namorada, chamada Paulina, fazia parte das estatísticas.

Paulina foi a primeira mulher a posar para o fotógrafo exibindo suas cicatrizes na batalha contra o câncer de mama. Nascia ali o
The Scar Project.

Com o objetivo de conscientizar mulheres jovens sobre a importância de descobrir a doença precocemente, o que aumenta as chances de cura, o projeto registra imagens de mulheres jovens logo após a mastectomia (retirada dos seios). Algumas retornam quando cabelos e cílios crescem ou quando fazem uma cirurgia de recuperação.

Exibido neste domingo (08/04) no GNT, o documentário "Câncer de Mama: Despindo o Preconceito" mostra a visão do fotógrafo David Jay sobre a luta contra o câncer de mama e conta histórias como a de Michaella, de 32 anos. Ela recebeu o diagnóstico de câncer no ovário e optou por retirar os dois seios, já que as chances de ter câncer de mama chegavam a assombrosos 45%. Com a mastectomia dupla, o risco de desenvolver a doença caiu para 95%. Após reconstruídos, Michaella revela que os seios ficaram bonitos, com cicatrizes escondidas e mamilos preservados, mas a feminilidade e o desejo sexual não são mais os mesmos.

O projeto Scar mostra, de forma crua e real, as cicatrizes de mulheres consideradas sobreviventes ao câncer de mama. No documentário, as jovens revelam que ver estas fotos antes de retirar os seios fortaleceu-as. Para elas, lidar com algo que já tem conhecimento torna o desafio um pouco menos penoso.

O documentário "Câncer de Mama: Despindo o Preconceito" foi exibido neste domingo, 08/04, à meia-noite. (Horário ingrato heim!!!!!)

14 comentários:

Virna Soledade disse...

Oi minha linda!!!
Morro de saudades de você sabia? Não quero que suma da minha vida não.
Que bom que gostou da reconstrução , quero que faça tudo com a minha médica , você irá adorá-la. Se tiver dúvidas me pergunta tudo que vou te falando todos os passos.
Quero saber como você está e se tem consulta com o Dr André onco para eu marcar no mesmo dia se possível, tenho que retornar lá mas estou sem coragem.
Seu blog está lindo.
Aguardo notícias suas.
Beijão,
Virna soledade
www.cancerdemamatemcura.com

Cristina disse...

Que belo trabalho Wilma. Depoimentos, fotos, tudo que possa ajudar a quem passa por essa doença tá valendo! Desejo à você uma ótima semana! Um grande abraço!

ONG ALERTA disse...

Sempre importantes informações para todos nós beijo Lisette.

AFRICA EM POESIA disse...

neste tema: ESTAS UNTAS

AFRICA EM POESIA disse...

Rectifico: Estamos juntas

Mimirabolante disse...

Amiga fiquei feliz em te ver feliz !!!Obrigada pela visita!!!Parabéns pela postagem !!!bjcas

Clik disse...

Oiii!

Que lindo seu blog!

Vc nos mostra a sua realidade,

compartilhando a vida!

E muita informação, Parabéns!

Anônimo disse...

oi xquerida tenho certeza que a vitoria já é sua.gostaria de te fazer uma pergunta e se voce puder me ajudar vou ficar eternamente grata. Depois de notar um nódulo na mama esquerda e queimação no bico dos seios resolvi fazer uma ultrassonografia da mama e o resultado foi esse:mama direita: as 3 hrs e 10mm do mamilo e 7mm da pele nódulo solido hipoecoico de ecotextura heterogenia com ua area central anecoica,forma lobulada,contornos irregulares,limites imprecisos com discreta sombra acustica posterior,medindo 3×3. birards IV.e na mama esquerda só deu um nodulo cistico medindo 8x8. quando voce fez a ultrassonografia o que que deu na sua? qual classificação birards que deu? me responda por favor pois estou aflita.tenho 35 anos. bjus e luz

Anônimo disse...

acabei de postar essa pergunta de cima e esqueci de dizer que meu nome é cida b. campos e o meu email é cidadocelinda@hotmail.com

Cancer de Mama Mulher de Peito disse...

Boa Noite Cida Querida.
Primeira coisa, Calma respire fundo.
Para chegar o dignostico de Câncer de Mama, foram 15 anos de exames contínuos, anuais, semestrais, a cada quatro meses.
Além da Mamografia que será devidamente analisada por seu Mastologista, é necssário fazer também uma ultrasonografia mamária, tomografia e uma biopsia.
Portanto mais uma vez, respire fundo, tudo relacionado a Mama, preocupa, mas o mais importante é você rastrear isso com o seu médico, só ele junto com uma equipe, é que poderão diagnósticar.
Eu, mesmo tendo passado por um Câncer de Mama, não tenho propriedade para falar, cada caso é um caso, somente um profissional, com vários exames na mão é que pode te orientar.
O BI-RADS foi criado pelo Colégio Americano de Radiologia na década de 90, inicialmente apenas para mamografia, com o objetivo de uniformizar o laudo médico, padronizar os termos empregados, estabelecer categorias de avaliação final e sugerir condutas apropriadas para cada uma delas. A partir da segunda metade dessa década, a conduta tornou-se obrigatória, por lei federal, nos Estados Unidos. No Brasil, embora não seja obrigatório, o BI-RADS vem sendo cada vez mais utilizado. Em 2003 uma nova edição do BI-RADS foi lançada englobando também laudos de ultra-sonografia mamária e ressonância magnética.
Um Abraço
Wilma

Monique disse...

Eu assisti o programa e amei!
É a maior prova de que somos guerreiras!
Bjooo

Anônimo disse...

Assisti o documentário da GNT e adorei...

Angélica Juliana Fernandes disse...

Muito bom...

Angélica Juliana Fernandes disse...

Gostaria de deixar aqui um poema que vi no documentário da GNT...

"COMO"
Como lutar contra você, se sempre me pega de surpresa?
Como me esconder de você se você me segue aonde eu for?
Como me sentir mulher, se você insisti em me desfigurar?
Como olhar para minha filha, minha irmã e minha amiga, sem imaginar que você também vai machucá-las?
Como andar em linha reta, se você tenta se encrespar nos meus ossos?
Mesmo que me pegue de surpresa sei que você existe.
É por isso que a luta não acabou.
E ainda consigo me ver como mulher, porque o que você fez comigo, não define minha feminilidade.
Sou mulher apenas por obra de Deus, e há algo que não pode tirar de mim...a habilidade de ser uma sobrevivente."

Postagens populares

Arquivo do blog

LEIA KARDEC

LEIA KARDEC

PARE UM POUCO E CONHEÇA ESSAS CRIANÇAS E ESSE TRABALHO, E TRANSFORME SUA VIDA E A VIDA DELAS TB..

PARE UM POUCO E CONHEÇA ESSAS CRIANÇAS E ESSE TRABALHO,  E TRANSFORME SUA VIDA  E A VIDA DELAS TB..
http://oquevivipelomundo.blogspot.com.br/

NÃO TENHA DÓ TENHA ATITUDE

NÃO TENHA DÓ TENHA ATITUDE
UM ANIMAL PRINCIPALMENTE DE RUA, SENTE FRIO, FOME, MEDO, SOLIDÃO, DOR. IGUAL A VOCE. PENSE NISSO... NÃO COMPRE UM ANIMAL ADOTE UM CÃO ABANDONADO, ELE LHE SERÁ ETERNAMENTE GRATO.

Minha lista de blogs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

DOE SANGUE

ASSOCIAÇÃO VIVA MELHOR APOIO A MULHERES MASTECTOMIZADAS

EXPOSIÇÃO EU PEITO